Apoio:

Crônicas e Fotos

de São Joaquim da Barra

NOSSO PARQUE INDUSTRIAL

A 20 de setembro de 1958 instalava-se às margens da via Anhanguera (SP330), a empresa SANBRA, com seu escritório e máquina de beneficiar algodão. Em 1964, por iniciativa dos irmãos Laércio e Lair Louveran Deienno foi fundada a empresa Algodoeira Deieno .  Com sua eleição para prefeito da cidade (1969-1973) o senhor Lair incentivou e participou da fundação da Siderúrgica São Joaquim S/A, cuja sede seria erguida na via Anhanguera a partir do esforço concentrado do prefeito e dos senhores Didi Leonelo,Ézio Venturoso (Dido), Nilo Alfredo Tuzzi, Nelly Sebastian Rodrigues (Nelinho), Édson Bernardes -  Orlando Olivato e de várias lideranças da cidade. A empresa foi constituída em 17/07/1971. Atualmente sua diretoria é composta por Nilo Alfredo Tuzzi, por seus  filhos Alexandre e Ricardo e seu amigo José Antônio de Oliveira Neto, que fora seu aluno na Escola de Comércio São José.

                Nessa ocasião já operava a “ Fábrica de Óleo de Soja S/A “, que contou com a liderança do Sr. Roberto Rezende Junqueira ( presidente) , Lair Deieno ( superintendente) . Novos empreendimentos industriais afloraram . Em 1984, os irmãos  Orestes e Nilo Tuzzi fundaram a Metalúrgica Tuzzi Ltda .A Tuzzi com a capacidade de produzir inicialmente 150/200 toneladas de aço por mês, hoje tem  uma capacidade de produzir em torno de 1.500 toneladas/mês... Entra no ano de 2010 mais focada em produzir peças automotivas atendendo a todas as montadoras de tratores existentes no país.   No mesmo ramo surgiu em 1975 a Venturoso Valentini Cia Ltda . Esta nasceu do persistência  e da capacidade empresarial de Ézio Venturoso (Dido) que desde 1965 sonhou em fundar uma fundição. Para tanto fez sociedade com seu amigo Ronaldo Valentini e posteriormente com Pedro Jesus Nardelli . Atualmente com um quadro de mais de 300 funcionários fornece peças a todos os Estados brasileiros , além de exportar para os países do Mercosul.   È uma das mais tradicionais e sólidas industrias de São Joaquim da Barra.  

                .Em 1976, o senhor Vilber José Corradini fundou a “Corfal” , atuando até meados de 1980 na fabricação de blocos de cimento e venda de materiais de construção. Com o passar dos tempo foi adquirindo sócios e ao mesmo tempo ampliando, modernizando e mudando seu campo de atuação na área de fundição e usinagem. Atualmente conta com os sócios : Vilber José Corradini, Claudemir Parada (falecido) , João Bosco de Angelis e José Ângelo de Freitas, e continuamente se estrutura procurando atuar em novos segmentos concernentes ao ramo.  Fundada em16/10/1983, a Usina Alta Mogiana nasceu com a finalidade de produzir álcool hidratado carburante em substituição à gasolina importada e cara, devido à crise internacional do petróleo.        A empresa iniciou suas atividades moendo 238 000 toneladas de cana e produzindo17.800.000 litros de álcool hidratado e empregando 1.311trabalhadores. Após 27 anos de trabalho a moagem aumentou de 1.300% , a produção de álcool quintuplicou e passou a produzir 6.300.000sacas de açúcar e 140.000 kw de energia elétrica. E triplicou o núnero de trabalhadores. E assim foram surgindo a Sadia, Bio Soja, Carol, Bema, Agrocosta, Casa da Lavoura, Metalúrgica Russam Metais, Metalurgica Limonta etc..

 

Instalações da Venturoso, Valentini & Cia. Ltda., na Via Anhanguera.

 

Foto de 05/02/1997 quando as instalações da “Bema” estavam em andamento.  

 

Instalações da Algodoeira Deienno

 

A “Corfal” conta com um quadro funcional de quase 100 pessoas

Foto 2003 – Silo e Graneleiro, juntos perfazendo o total de 60 000 toneladas. Construído em 1976, na ocasião o maior da Alta Mogiana..Localizado perto da “Metusa”

 

Foto do ano 2000 – Instalações da Metusa” -  Metalúrgica Tuzzi Ltda.

 

Esta foto mostra o arrojo de Nellysebastian Rodrigues que ocupava o cargo de assistente da diretoria da “Soja S/A” e do jovem arquiteto Dr.José Roberto R. Junqueira (responsável pelo empreendimento), que decidiram colocar as maquinas necessárias para a produção do óleo de soja, antes de serem erguidas as paredes e o teto do recinto, para que houvesse tempo hábil de aproveitar a safra do próximo ano de 1971.

 

Foto de 20/02/1974, documentando o momento histórico na sondagem do terreno onde seria instalada a industria de óleo alimentício,“Soja S/A“. O jovem Nellysebastian Rodrigues e o senhor Roberto Rezende Junqueira olhando o grande acontecimento do primeiro furo dessa sondagem.

 

 

 Foto de 1972 – Bela foto mostrando o início do nosso Conglomerado Industrial, com as instalações da Siderúrgica e da Soja S/A

 

Foto de 13/03/1974 - Elementos que ajudaram a Siderúrgica São Joaquim S/A tornar uma realidade :Heleno Martins...?... ,Édson Bernardes, Ézio Venturoso (Dido),...?... .Edvaldo Leonello (Didi),...?..., Nellysebastian Rodrigues ( Nelinho), ...?...Orlando Olivato

 

 

Lair L. Deieno, Nellysebastian Rodrigues, o arquiteto Dr.José Roberto R.Junqueira, seu pai Roberto Rezende Junqueira e o comstrutor Celestino no início da instalação da inustria da “Soja S/A”

 

Instalações da “Soja S/A”, com as máquinas ainda sem paredes ao seu redor

 

 

                                                                                                  

                                                                             

  

                                                    

                                       


Voltar