Apoio:

Crônicas e Fotos

de São Joaquim da Barra

ESCOLA DE COMÉRCIO SÃO JOSÉ E F.E.A.M - C.O.C

O igarapavense professor José Alves Ferreira, casado com uma jovem de São Joaquim, Ivani de Sá Ribeiro, filha do Sr. Deodoro de Sá Macedo ( Doca ),  em 10 de maio de 1943, auxiliado pelo seu conterrâneo Antônio Alves da Silva Pinhal, fundou a Escola de Comércio São José, atual Feam-Coc.

          Em 1944 estaria funcionando o curso de 4 anos, formando “auxiliares de comércio”.  Dezoito cidadãos ilustres da cidade cotizaram com 2 mil cruzeiros cada, para dar respaldo financeiro ao empreendimento. Entre eles estava o prefeito Roberto Rezende Junqueira, dando seu apoio oficial. Foi o primeiro  Curso Ginasial de nossa cidade. O ginásio Estadual somente funcionaria em 1947.  Neste ano formariam os primeiros ginasianos de São Joaquim. O professor José Alves Ferreira com sua capacidade empreendedora e seu idealismo de professor foi um  educador emérito. Por ter sido aprovado por concurso para lecionar em Igarapava, vendeu a Escola em 1952 para um grupo de moços também idealistas, que em pouco tempo ficou reduzido a apenas três sócios : Guerino Benedetti, Chafi José Nader e Lúcio de Oliveira Falleiros. Após 20 anos de funcionamento os proprietários iam encerrar suas atividades, quando com a participação decisiva do Prefeito Lair Deienno, foi criada a Fundação Educacional da Alta Mogiana (F.E.A.M.) a 19 de abril de 1972.

     O objetivo primeiro da fundação era criar uma Faculdade. Em 1979 assumiu a direção pedagógica da Fundação o professor José Milton Guimarães e gradativamente, com o auxílio do Sr. Mauro Colombini, foi dinamizando e melhorando, ainda mais, o nível de ensino e financeiro da Fundação. Em 1985, o professor José Mílton e o professor Lúcio, trouxeram para a FEAM o cursinho de preparação para o curso superior, usando o material didático e alguns professores do COC.

        Em 1990 após um reunião que foi madrugada a dentro, com a presença do Promotor Público, dr. Talarico, acabaram assumindo a direção da FEAM o sr. José Antônio de Oliveira Neto e os professores : Neusa Ramalho dos Santos Vilani- Lúcio de Oliveira Falleiros e Renato Flora. Em 2003 assumiram a direção da escola: Ocimar da Silva, Marília Falleiros Malheiro, Neusa Ramalho dos Santos Vilani e Renato Flora.           

         Até hoje, decorridos quase 70 anos a FEAM - COC continua educando e enriquecendo culturalmente a comunidade joaquinense.

         (Mais dados sobre esta Escola ver no livro Memórias de São Joaquim  de Lúcio de Oliveira Falleiros, página 237 a 246 )

Foto de 1985-F.E.A.M. – C.O.C ano em que iniciou o Curso Primário e o Colegial – C.O.C.      

 

Formandos em Técnico de Contabilidade no ano de 1959, um ano após o Brasil ser campeão do mundo.  EM PÉ:Valdemar Ávila, Nilo A.Tuzzi, Tufi Noé Marcos, Prof.Ivo Vannuchi, Miguel Nader, Paulo Yamamura, José Roberto de Paula. Agachados: Rubens Valente Costa, Oneide Fratim, Alcir Marteleto, João Valdir Alves, Sidney Marteleto  

 

Antônio Alves da Silva Pinhal, inspetor da escola de Comércio Foi contador da Prefeitura e da firma do Sr. João Mattaraia

 

Antônio Tomazelli , banespiano, em 1950 era proprietário, professor e diretor da Escola de Comércio.

 

Foto 1947- Os mesmos ginasianos agora em traje de baile, faltando apenas a aluna Ignês Garcia Leite. São eles : Edson Romualdo,Luiz Rosseto, Otto Fratim, José J. Haddad, Abrão José Tobias, Antônio Campelo Haddad, Leopoldo Barbanti, Fábio Teixeira de Castro, Ciro Trindade, Silvestre Ferreira Borges.  Antônio Alves da Silva Pinhal (Inspetor), Leoni Barroso, Fada C, Haddad, Wânia Andriani, Ivani de Sá Macedo Ferreira, esposa de José Alves Ferreira( fundador da Escola) que aparece à direita, Myrian Marteleto, Áurea Mauad, Terezinha Lopes Puga. Na frente, no meio, o paraninfo Salim Chead Haddad

 

Foto 1947- Quadro dos 18 primeiros ginasinos formados em nossa cidade. No centro Salim Chead Haddad  (paraninfo), José Alves Ferreira (fundador e diretor), Francisco Azevedo, Antônio Alves da Silva Pinhal e Honorato de Luca (inspetores).FILA1Maria Amélia Ferracioli e Laércio Deienno  (professores )-  Dr. José Cardoso Filho( juiz de direito) -  Dr.Alcino Junqeira Meirelles (préfeito)- Lúcio Falleiros (prof.)  -  Grupo dos 18 formandos : Wânia Andriani- Fada C. Haddad - Myriam Marteleto - Ignês Garcia Leite- Áurea Mauad- Terezinha Lopes Puga Leoni Barroso-José J.Haddad-Antônio Campelo Haddad-Leopoldo Barbanti-Luiz Rosseto-FábioTeixeira Cardoso-Abrão José Tobias - CiroTrindade-Edson Romualdo-Antônio Tinti Otto Fratim-Silvestre Ferreira Borges. À direita os 17 sócios contribuintes:Mário Diniz Junqueira-Manoel R. Damásio-Ernesto Barbanti- Izequiel Barbanti - Antônio Finóchio - Abrão Mauad-Antônio Stupello-Teobaldo Ferracioli - Dr. José Ribeiro Fortes- José Tobias- Adolfo Ferrero-Adelino Jardim-Dr. Guilherme J. Meirelles-João Mattaraia -  J. C. da Silva Leça- Jerônymo Garcia Falleiros-Roberto R. Junqueira  e Hilário Pansani. Na segunda Fila, as professoras:Durvalina S. Cardoso - Rachel Alves Ferreira- Ivani de Sá Macedo Ferreira- Maria Angélica Alves Ferreira.

 

 

Foto de 1995- Nos últimos anos a FEAM-COC e a Escola Infantil Pingo de Gente , passaram a funcionar como parceiras do COC de Ribeirão Preto.                     

 

Foto de 1946- Uma foto histórica mostrando os primeiros alunos em São Joaquim da Barra a freqüentar um curso de quatro anos correspondendo ao do ginásio, que seria em breve reconhecido pelo governo Federal.(O nome desses alunos que iniciaram os estudos em 1943 está no meu primeiro livro “Memórias de São Joaquim, pg. 239).

 

A mais antiga foto da Escola de Comercio São José. Na fanfarra ,Dercy Guaitoli e Leopoldo Barbanti- Sebastião Cúrsio Garcia- José J. Haddad- Osmar Prócida - Luis Rosseto- Antônio Edy Rodrigues - Elza Guaitoli (Porta Bandeira) , entre Dercy Guidolim e Fioravanti Delmônico. ( Foto 1945)  

 

Foto de 1995 do tradicional estabelecimento de ensino fundado em 29/03/1943.  Um prédio edificado na primeira década do século XX.

 

Foto de 1952 – Alunas da Escola de Comércio, desfilando frente ao antigo Palacete do Manoel Eduardo Ferreira, construído em 1920 e demolido em 1960.

 

Alunas da Escola de Comércio São José, com Antônia Bianco como Porta Bandeira, tendo à sua direita Maria Célia Brito, desfilando na Praça 7.

 

Foto década de 50 - A famosa fanfarra da Escola de Comércio, em desfile na Praça 7        

 

 

                                                                                                                   

                                                              

 

 

 

 

  

 

    

                         

    

 

 

                                                                               

                                                                          

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                           

                                                                                            


Voltar