Apoio:

Crônicas e Fotos

de São Joaquim da Barra

MÚSICA

A primeira vez que uma banda joaquinense desfilou pelas ruas do povoado foi em 15 de novembro de 1903, seu maestro era  Salvatore Principale.  Em 1906, agora sob a regência do maestro Domingos Baldochi, a banda com 18 figurantes, foi a uma festa em Orlândia onde estavam presentes bandas de Sales Oliveira e Batatais.

               O sucesso alcançado por ela foi tanto que aos músicos voltaram em trem especial, aplaudidos pelos orlandinos.

              Com a abertura dos cinemas: Ideal ( 1911) e o Teatro Variedades (1916),  e com a chegada dos circos na cidade muitos músicos ficavam felizes , pois apareciam oportunidades para ganharem mais dinheiro.

               A existência de uma banda nas três primeiras décadas do século XX era de fundamental importância.  As noites no interior não tinham os atrativos de hoje: cinema falado, rádio, aparelhos de som, televisão, choperias , boates e baladas, nem certas obrigações como o ensino noturno. As noites eram preenchidas com conversas, nas varandas da casa ou nas calçadas, em frente das mesmas.  Muitos iam conversar nos bancos do jardim, os políticos e pessoas graúdas, tinham o hábito de irem confabular nas farmácias, que ficavam abertas até as 10 horas da noite. Aos jovens sobrava alguma festa de vez em quando, algum baile em locais improvisados ou na Sociedade Italiana. Inesquecíveis mesmo eram as famosas e românticas serenatas.   Nessa época ainda era hábito as bandas tomarem parte nos enterros, acompanhando o morto até a sua última morada.   

              Em 1924 seria criada a “Lira União e Trabalho”, que tornou-se uma tradição, pois ainda hoje depois de 86 anos, continua alegrando as noites domingueiras.  Houve uma época que São Joaquim passou a ter duas bandas, quando aqui chegou  o senhor  Artur Parada, vindo de Jardinóplis. Somente ele com seus muitos filhos, todos músicos, já quase formavam uma banda.

.              Após a década de 50, começaram a surgir as orquestras do Pinho, do Ílquias Parada, do Natyrso e do Cleiton, alegrando os bailes.  Iluminando os “anos dourados”.  .

               Estas desapareceram e do nosso passado somente restou a “Lira União e Trabalho” que até hoje dá ás  noites de domingo, na praça 7 de setembro, um ar de magia e encantamento.

 

Foto 1914- Desde setembro de 1911, o pai de Joaquim de Souza era o maestro dessa orquestra de violões: “Grupo União e Família”. Na fota aparecem : Joaquim Lázaro de Souza - Henrique Iosi – Benedito José de Souza - José Guedes de Azevedo – Manoel Cavaco – Assuero Cardoso e João Pinhal

 

Foto de 1914 – Enterro do Sr. Carlos Turazza. Nessa época a banda acompanhava o enterro, seguindo com o féretro até o Cemitério, costume que perdurou até a década de 30.   Na foto aparecem : Ezequiel Barbanti (Quilo ) no bumbo- Puga no pistão – o maestro com a clarineta – Gregório Assagra Prada, na trompa – Celeste Volpini no trombone -  Avelino Cozza no baixo e Ernesto Barbanti no bombardino. Os meninos são: Joaquim Martins de Araújo e Agostinho de Lollo.

 

Foto de 1985- Este prédio que ainda existe na rua Minas Gerais, em frente à Cadeia, foi inaugurado em 1924, para que nele ensaiassem  os músicos da banda Lyra União e Trabalho, recém fundada.

 

Foto de 1927-EM PÉ: Nego Mendes,Elizardo Figueiredo- Nego do Lino. Ílquias Parada- professores:..?  -..?..-SENTADOS: Rubens Guimarães- Fernando Brasil, no banjo outro Professor. No chão o menino Vavá.

 

Foto de 1927 – Coral e músicos que participaram da missa da instalação da Comarca em 25 de Maio de 1927.Na FILA 1 EM PÉ : Parisi– José Contim (Tenor) - Parisi – Mário Marcovick – Alfredo Faim José Fazam - Chico Mian ...?...Na FILA 2 – Vitório Guerreiro – Pedro Zampa – Aldo Miam . Os três à esquerda sentados : José Gregorutti segurando as partitura – CelesteVolpini e menino Chiquinho  Nogueira.    Os dois últimos : Juca Pinhal e Agostinho de Lollo, com o violoncelo. 

 

Banda da década de 30- À direita em pé o maestro Jocelyn Vasconcelos. EM PÉ: Avelino Cozza- ..???...-...???...-  Júlio de Lollo- Luiz Volpini Neto (Nena)-...?...-Celeste Volpini-José Nogueira- ..???...SENTADOS: João Pinhal-Edgard Prócida...???...- ...???...Clemente de Lollo Filho e Agostinho de Lollo- ...???...Bastiãozinho, sentado no chão segurando as partituras

 

 

Músicos da década de 30-A começar do terceiro: Avelino Cozza-Celeste Volpini...?...-.Joaquim Martins de Araújo- Juca Pinhal-Agostinho de Lollo- ...?... AJOELHADOS –Luiz Volpini Neto ( Nena )... ? ...- Bilo Carrara e Chiquinco Nogueira.

 

Banda de 1950- ...?...-Luis Budelon-João Tavares-Levi Aristides de Andrade (Dunga)-Antônio Maito- Bastiãozinho-...?....FILA DO M$EIO : Adel Parada- Luis Leonello- prof. Reinaldo Teixeira Diniz- Izéquias Parada- Geraldo Valente Costa- Itamar Parada- Ismerai Parada- Zedéquias Parada- SENTADOS : Edgard Prócida - Torinho- Ílquias Parada e Uziel Parada.

 

 

 

                                                                                                                                                        .

 

   


Voltar