Apoio:

Crônicas e Fotos

de São Joaquim da Barra

A PASSAGEM DO SÉCULO, DE 1899 a 1900 (ENTREVISTA COM DONA TEREZA FERNANDES VIDAL, realizada em 1987)

Dois anos após o senhor Manoel Damásio Ribeiro, chegaria a São Joaquim, em 1898, o senhor Francisco Fernandes Vidal, mais conhecido por Chico Vidal.

   Sua filha dona Tereza Consoni Vidal com seus lúcidos noventa e três anos de idade, nos dá o seguinte relato, extremamente  valioso, do povoado de São Joaquim quando aqui chegou em dezembro de 1899.

   Contava ela que o senhor Damásio veio para São Joaquim em 1896, enquanto seu pai aqui chegaria em 1898, ambos vindos da região de Batatais, construíram suas casas e vendas  separadas uns cem metros, uma da outra, beirando a estrada que ia de Nuporanga a Santana dos Olhos dÁgua (hoje Ipuã).

   Pedaço de estrada que passou a ser a Rua da Estação, hoje Rua Marechal Deodoro.

   Passados quase dois anos, papai nos traria de Batatais para fixarmos residência na casa que construíra.     Viemos, papai, mamãe, meu irmão Tonico e eu.    Meu irmão na década de trinta seria por duas vezes prefeito de São Joaquim.

   Saímos de Batatais rumo a Jardinópolis , naquela época conhecida como Ilha Grande, onde pernoitamos .    No dia seguinte seguimos viagem, ainda pela Mogiana, agora num vagão chamado “lastro”, vagão rústico de passageiros que vinha anexado aos vagões de carga.

   Pernoitamos em Sales Oliveira, na época fim de linha, e continuamos a viagem de trole enfrentando chuva e lama.    Passamos em frente à majestosa sede da fazenda Invernada, construída pelo Capitão Chico.     Apesar de ter apenas sete anos de idade, lembro-me bem de estar anoitecendo quando nos aproximávamos de São Joaquim.

   Molhados como pintos, penetramos por um longo túnel de mata virgem, mata cerrada terminando num fim de mundo, onde estava a venda de papai.    Chegamos e logo ouvimos, Tonico e eu, os fregueses que gastavam na venda, conversando alegremente e comentando que iriam esperar o novecentos.    Curiosos para conhecer quem era o esperado novecentos, mas moídos de cansaço, acabamos indo para a cama.            Dormimos com a intenção de levantar bem cedo, para também ficar conhecendo o tal de novecentos.

   Mamãe foi quem nos explicou na manhã seguinte estarmos saindo do século XIX e entrando no ano de mil e novecentos.         Nessa ocasião as casas do povoado se contavam nos dedos.

Dona Tereza Fernandes Vidal Consoni, filha do sr. Chico Vidal, esposa do Sr.Jota Consoni, casou em 28 de novembro do ano de 1910, na capelinha, que fora erguida em 1901.  Nessa foto o casal aparece em frente ao altar mor da nossa segunda matriz, por ocasião das suas bodas de ouro

Antônio Fernandes Vidal, filho de Chico Vidal, na década de 30, por duas vezes foi prefeito de São Joaquim . Ele aparece na foto com sua esposa dona Amélia e seus filhos : Édson, Cervantes, Bolívar e Danton

Francisco Fernandes Vidal (Chico Vital) e sua esposa, dona Rosa. Aqui chegaram em 1898, dois anos após o Sr.Manoel Damásio Ribeiro.

 

Francisco Fernandes Vital (Chico Vidal) e seus três filhos: Antônio, Tereza e José Antônio Fernandes Vital.


Voltar